Siga-nos

Opinião

A Experiência e a Juventude, mas com identificação

Publicado

em

Sillas Leopoldo - 38 anos, Bugrino e colunista do Planeta Guarani!

Salve galera bugrina! Fim de férias, de volta ao PG.

Nas minhas últimas colunas abordei temas sobre administração de empresas com a intenção de movimentar nossa torcida e a diretoria do Guarani para um rumo só, transparência, modernização e união, trazendo de volta nossos momentos de glórias e alegrias; sim, eu ainda acredito que isso é possível.

Lendo uma enquete do Globo Esporte compartilhada no Facebook pelo amigo bugrino Andre Ferraro decidi abordar o tema nesta coluna, a transição e sua importância nas empresas.

Uma das coisas que aprendi na prática e na sala de aula é que devemos cuidar muito bem deste processo, ele pode ser o divisor de aguas do sucesso e do fracasso nas instituições. No nosso caso falaremos em duas partes que se encontrarão no futuro, a transição dentro e fora de campo.

É inquestionável que somos uma fábrica de craques, formamos inúmero jogadores talentosos ao longo dos anos que levaram e ainda levam nosso escudo cravado no DNA pelos gramados mundo afora, e por mais que por um motivo ou outro perdemos esses jogadores eles ainda falam com carinho do Guarani.

Aí pergunto torcida bugrina.

Como estamos aproveitando isso? Como poderíamos aproveitar melhor?

Quantas vezes assistimos Neto, Amoroso, Djalminha, Careca entre tantos outros craques falando bem do Guarani na TV ou nas redes sociais, quantas vezes já os vimos nas arquibancadas do Brinco ou convocando a nossa torcida para ir aos jogos.

E se eles fossem responsáveis pelo nosso futebol estaríamos nos sentindo representado? Com seus relacionamentos mundo afora conseguíramos investidores de grande porte? Teríamos credibilidade nas contratações e relacionamento com empresários? Será que precisaríamos de terceirização?

Trazendo a transição pra dentro de campo estamos acompanhando a despedida do nosso ídolo Fumagalli , vimos a sua importância para os mais novos e para os recém-chegados.

Mas e depois dele quem seria?

Ainda temos em atividade excelentes jogadores que já disseram que gostariam de voltar às origens pra ser tratado como ídolo, como exemplo. E não é salário.

Na pesquisa que li foram citados 3 nomes, Renatinho, Edu Dracena e Jonas (temos mais) que ainda estão em atividade e que em breve encerrarão seu ciclo dentro de campo, lembrando que recentemente perdemos Alex, Elano e Martinez.

Vamos esperar até quando?

Aprendi com meu Pai e com meus grandes gestores que devemos buscar ensinamento na sala de aula e nos exemplos daqueles que estão sentados na cadeira de balanço depois de uma longa jornada.

Ainda dá tempo, e é com a força da nossa torcida que conseguiremos voltar as nossas origens.

“Na vitória ou na derrota, hoje e sempre Guarani”

Sillas Leopoldo
Colunista – Planeta Guarani

Este texto reflete exclusivamente a opinião do seu autor

Advertisement

Melhores Momentos – Goiás 1×1 Guarani


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Juventude-RS X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Alfredo Jaconi
Data: 01/06/2018
Horário: 19:15

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.