Siga-nos

Notícias

Família Bugrina em luto, Zé Carlos é mais um Campeão Brasileiro que ganha a eternidade

Publicado

em

José Carlos Bernardo - 28/04/1945 - 12/06/2018 - CAMPEÕES SÃO ETERNOS!

A Família Bugrina amanheceu triste nesta terça feira. Faleceu aos 73 anos de idade, na cidade de Contagem-MG, José Carlos Bernardo, o grande Zé Carlos, volante do time Bugrino Campeão Brasileiro de 1978.

Mineiro de Revelado pelo Sport Clube Juiz de Fora-MG, na primeira metade da década de 1960 Zé Carlos chegou ao time profissional do Cruzeiro e logo se destacou transformando-se no segundo jogador que mais vezes vestiu a camisa cruzeirense (619 jogos). Ainda pelo Cruzeiro Zé Carlos conquistou a Taça Brasil de 1966 (equivalente hoje ao Campeonato Brasileiro) e foi um dos mais importantes jogadores do time campeão da Copa Libertadores da América em 1976. Nove vezes campeão Mineiro nos anos de 1966, 67, 68, 69, 72, 73, 74, 75 e 77, e logo após o título mineiro de 1977 ele chegou ao Guarani.

Já com 32 anos de idade sua missão era comandar o elenco formado por jovens jogadores, destaques em clubes de todo o Brasil e pratas da casa formados pelas categorias de base do Bugre.

E como fez a diferença! Era um maestro com a bola nos pés e um líder fora do campo. O papel de Zé Carlos na campanha Bugrina de 1978 era, além de comandar o meio de campo e coordenar a defesa, unir o grupo em confraternizações.

E assim ele venceu a desconfiança pela idade, afinal na década de 1970 não era comum um jogador com mais de 30 anos se manter em alto nível no futebol nacional e conquistou, com aquele time base de Neneca (saudoso e falecido), Mauro (saudoso e falecido), Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Renato e Zenon; Capitão, Careca e Bozó, comandados pelo também saudoso e falecido Carlos Alberto Silva, o TÍTULO DO CAMPEONATO BRASILEIRO EM 13 DE AGOSTO DE 1978.

Seu último vínculo com o Guarani aconteceu no ano de 2006 quando foi contratado no início do ano para comandar as categorias de base Bugrinas, permaneceu por pouco tempo naquele tumultuado final da gestão de José Luís Lourencetti e nunca mais retornou ao Brinco de Ouro da Princesa.

Em 2016 Zé Carlos sofreu um AVC Isquêmico e não conseguiu se recuperar das sequelas.

Com o falecimento de Zé Carlos são quatro os atletas que compunham o elenco Bugrino que já nos deixaram: O goleiro Neneca, o lateral direito Mauro, ele, Zé Carlos e o atacante Adriano, além do mestre Carlos Alberto Silva.

Zé, descanse em paz, você cumpriu sua missão em todos os aspectos aqui na terra! Como homem tem uma história de vida imaculada e como atleta seus feitos e conquistas falam por si.

Hoje a Torcida Bugrina está de luto, um dos seus maiores ídolos ganhou os céus, mas jamais morrerá dentro de nossas lembranças e orações, afinal, CAMPEÕES SÃO ETERNOS!

A todos os familiares e amigos nossos mais sinceros sentimentos.

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Melhores Momentos – Vila Nova 1×1 Guarani


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Boa Esporte-MG X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Estádio Melão
Data: 20/10/2018
Horário: 16:30

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.