Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Eu esperava mais, muito mais…

Publicado

em

Em três ou quatro dais de treinamentos você prepara um time para uma partida, em 10 dias você prepara pra um campeonato!

No futebol é comum ouvirmos o lamento de jogadores e comissões técnicas sobre falta de tempo para treinamentos entre jogos seguidos num curto espaço de tempo, mas no Guarani, ao menos neste início de Série B, ninguém pode reclamar disso. Em 35 dias de campeonato o Bugre teve dois intervalos longos, primeiro 12 dias entre a terceira e quarta rodadas, depois 10 dias entre a quinta e a sexta rodada.

Me desculpem mas eu esperava mais. Esperava um time organizado taticamente, preparado pra organizar sua marcação e seu meio de campo pra conseguir, sabendo que o adversário viria pressionado, encaixar contra ataques, marcar gols e mostrar evolução, mas não vi nada disso em Goiânia. Vi a marcação cometer os mesmos erros, e não estou falando apenas do lance do gol do Goiás, mas da partida num todo, com várias bolas cruzando a grande área sem serem cortadas pela defesa, e vi também que em nenhum momento foi treinada a cobertura pelo lado esquerdo onde o Guarani sofre com seu pior setor defensivo.

Na única vez que alguém fez algo diferente tentando cobrir aquele setor, coube a Lenon chegar por ali, cometer uma falta, e por ela tomar o cartão amarelo, no restante do jogo foi só mais do mesmo. Nossa zaga está pensa e pesada e isso também poderia ter sido corrigido nos treinamentos com um melhor posicionamento, se foi feito, não foi posto em prática na partida.

Esperava jogar com três meias, quando vi a escalação com Rondinelly, Nazário e Longuine, e ver um time com muita capacidade de articulação. Não vi, vi os três jogadores muito apagados e jogando muito aquém do que já mostraram que podem render. Continuei vendo Baraka tentando lançamentos longos e organizar jogadas ofensivas e ele não está lá pra isso, o time tem três meias, não pode jogar tão distanciado assim, precisando de um volante pra fazer transição e ligação com o ataque.

Em três ou quatro dias a gente treina porá uma partida, em 22 dias a gente faz uma pré ou inter temporada, se organiza e treina um time pra um campeonato inteiro. Infelizmente nos dias todos de preparação o Guarani não evoluiu, pelo contrário, andou pra trás, piorou, caiu em rendimento, caiu em velocidade, piorou até no apoio de Lenon que constantemente busca a linha de fundo, e nesta partida foi tímido, acanhado, um lateral, não um ala.

Bruno Mendes já mostrou que precisa de condicionamento físico e ritmo de jogo pra render, sem isso não rende, corre errado, não se posiciona, não finaliza, não rende… foi assim no começo da Série A2 quando por não renovar contrato ele perdeu boa parte da pré temporada e esta sendo assim agora, quando novamente perdeu a preparação da equipe e terá que correr atrás, a diferença é que agora ele tem um concorrente de peso, tem Anselmo Ramon que só não vestirá a camisa 9 se continuar sofrendo com lesões, do contrário dificilmente deixará de ser titular.

Os dois podem até jogar juntos, mas pra isso o Guarani precisa treinar, trabalhar com seus meias e laterais surgindo bem pelas beiradas de campo, algo que deveria ter sido trabalhado nesses dois longos intervalos e infelizmente não foi.

Perdemos tempo, perdemos o time, perdemos ritmo de jogo e estamos com jogadores sentindo lesões, caso de Nazário que deixou o campo sentindo a coxa e poderá ser desfalque pros próximos jogos.

Depois de 10 dias de treinamentos o Guarani não apresentou uma única jogada ensaiada nem mesmo nas bolas paradas que teve na partida. Alias, não conseguiu mostrar uma jogada ensaiada em nenhuma das seis partidas disputadas até agora e isso é preocupante.

Perdemos 10 dias pensando no Goiás quando deveríamos ter aproveitado 10 dias montando o time, o sistema e o esquema de jogo pro campeonato.

Resultado: A defesa é fraca, a zaga é lenta, pesada, não consegue marcar e muito menos conseguirá ajudar o ataque nas bolas aéreas, nossos volantes estão jogando errado, Baraka está adiantado e Ricardinho marcando, quando deveria ser o contrário, Rafael Longuine sentiu demais a partida, Bruno Nazário, talvez por não saber se era meia ou atacante ficou muito abaixo do que tem pra dar e Rondinelly não consegue armar jogadas, consegue aparecer em poucos chutes de fora da área, mas não arma.

E as substituições são obvias, nesta partida a única acertada foi a entrada de Anselmo Ramon na vaga de Bruno Mendes, mas a repetição das entradas de Erik e Denner não vão conseguir produzir os efeitos que o Guarani precisa dentro de campo jogando uma Série B de Campeonato Brasileiro. Denner entrou no lugar de Bruno Nazário enquanto o meia Guilherme esteve no banco à disposição e poderia ser mais indicado, mais íntimo da posição.

Kauê ou Matheus Serafim talvez consigam trazer um pouco mais do que tem trazido Erik que está apagado, incomodado, parece estar insatisfeito com a reserva e não percebeu que se não entrar bem quando tem a oportunidade acabará perdendo até mesmo a vaga no banco.

Eu esperava mais, que me desculpe o Umberto, mas um time que passa dez dias se preparando, treinando, se ajustando, precisa mostrar muito mais do que o Guarani mostrou nas duas oportunidades que teve pra fazer isso.

Eu só queria que Umberto soubesse que a Torcida talvez queira o mesmo que ele quer e que, ao saber disso, quem sabe ele escalasse melhor, mudasse diferente, posicionasse de outra forma, porque se continuar assim Umberto sairá e chegará um treinador ligado a algum empresário e escalará, talvez pensando nos jogadores do empresário e quem correrá o risco será o Guarani.

Mas uma coisa é certa, eu esperava muito mais do que o que eu vi e esperava tanto do Umberto quanto do time todo. Espero que todos estejam com o treinador, porque se não estiverem, já vimos esse filme antes.

É… agora vamos ter que esperar mais uma semana inteira pra saber o que acontecerá com o Guarani, se ele vem melhor treinado, melhor preparado, com mais vontade e disposição, ou se ele entrará em campo pro ritual do “derruba treinador”, que me parece ser o destino de Umberto caso o time não se reencontre nos próximos dias e repita suas melhores atuações.

Conheço o Umberto e sei que ele não é burro, vai saber do que estou falando neste texto e já sabe que, se não conseguir mudar, será mudado. Torço pra ele porque sei que ele quer fazer certo, mas que eu esperava muito mais do que o que eu vi em campo nesta sexta feira contra o Goiás, esperava!

Vamos ver se ele chega ao próximo jogo ou se algum treinador ligado a algum empresário assume o time antes disso… vamos ver…

Saudações Bugrinas, que time ruim, que jogo horrível, nem parece o mesmo e é quase o mesmo, será que o que mudou foi o vestiário… vai saber…

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Melhores Momentos – Vila Nova 1×1 Guarani


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Boa Esporte-MG X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Estádio Melão
Data: 20/10/2018
Horário: 16:30

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.