Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Guarani x Avaí – Hora de separar os homens dos meninos

Publicado

em

Tenho dois caminhos pra abrir essa semana em relação ao Guarani. Confesso, sou um dos que se abalou demais com a derrota sofrida em Sorocaba, muito menos pelo placar, pelo resultado de 1×0, e sim, muito mais, mas muito mesmo, pelo nível do futebol apresentado pelo Bugre

Durante a semana o discurso usado por todos, absolutamente todos era de uma decisão, de um jogo de auto afirmação, de lutar com todas as forças pra seguir firme na briga pelo G4 e de trabalho bem realizado nos treinamentos pra colocar em prática dentro de campo em busca de um bom resultado. A diferença do discurso pra prática é imensa!

Me desculpem, mas eu, por mais fanático que seja e otimista que possa às vezes parecer, tenho dificuldades em entender como um time que faz uma viagem curta de cerca de 80 km pra enfrentar um adversário capenga, que em momento algum na competição mostrou força pra conquistar alguma coisa simplesmente entra em campo. Sim, o Guarani apenas entrou em campo em Sorocaba… jogar? Não, não jogou.

Perder é parte do jogo, perder sem em nenhum momento da partida ter demonstrado vontade de ganhar é inaceitável e já seria se fosse um jogo comum, se torna ainda pior sendo um jogo tratado por todos como uma decisão às vésperas. O discurso é diferente da prática, e discursos dificilmente convencem, exibições sim.

E mais ainda, me sinto às vezes como alguém que prega no deserto. Caramba, era tão claro o risco de insucesso, como disse pouco antes da partida, ninguém tropeça em pedras grandes, são as pequenas que nos surpreendem e tiram o equilíbrio, por isso a necessidade de empenho, equilíbrio e dedicação era muito maior, exatamente pra não tropeçar.

Agora, sem querer caçar bruxas, mas tendo em mente que o objetivo de acesso deve ser maior do que qualquer convicção, algumas conclusões tem que ser tiradas e infelizmente em alguns casos elas não são boas: Nós até conseguimos um time que consegue chegar, mas não temos um elenco, ou melhor, podemos até ter, mas é preciso mexer o caldo pra não estragar a receita, se é que ainda dá tempo.

Trouxemos Romário como reforço de última hora pra que? Pra continuarmos tendo problemas no lado esquerdo da defesa…

Vamos continuar insistindo com três jogadores do meio de campo que nitidamente estão com o freio de mão puxado? Willian Oliveira teve todas as oportunidades possíveis, até chegou a surpreender, mas aos poucos se apequenou e transformou-se num grande armador de contra ataques, o mesmo vale para Matheus Oliveira, em que pese nesse caso ter sido o jogador mais próximo de marcar um gol em Sorocaba, o meia também está alguns tons abaixo do necessário e erra demais, expondo a defesa exatamente no momento em que o time está saindo pro ataque.

E por último, sinto muito, mas sou obrigado a dizer. Apostei e comemorei demais a contratação de Rafael Longuine, o cara é um dos responsáveis diretos, com seus oito gols marcados, por ainda termos alguma chance de acesso neste momento da competição, mas já faz muito tempo que está abaixo da média, desligado, descomprometido, às vezes se mostrando até desinteressado do jogo.

E trocar qualquer um deles por Jefferson Nem não adiantará em nada também.

Umberto tem ao seu dispor um elenco de 40 jogadores, alguns deles terminaremos o campeonato sem sequer conhecer, sem sabermos se servem ou não, simplesmente porque não entrarão em campo.

Willian, Matheus, Longuine e Jefferson Nem, ou vocês entram em campo pra jogar aquilo que sabem nessas rodadas finais, ou serão responsáveis pelo fato de o Guarani chegar às quatro ou cinco rodadas finais sem chances de acesso, apenas garantido na Série B de 2019. A decisão é de vocês, assumam seus papéis, sejam de protagonistas positivos ou negativos. É inexplicável a desmotivação apresentada exatamente no momento em que a empolgação deveria ser a tônica.

O elenco não roda, alguns jogadores estão até mesmo super expostos, casos de Pará e dos outros quatro acima citados. Não vou comentar a atuação de Ferreira porque ele é reserva, talvez o grande erro seja tê-lo contratado, mas agora é reserva e pronto, como reserva tem que ser opção pra momentos de necessidade extrema, não uma aposta de ganho de rendimento.

Coincidência ou não, com Ferreira na zaga pelo lado direito, Kevin caiu demais de rendimento. Errou passes fáceis, e parecia temeroso em apoiar o ataque, sua melhor característica, isso tem nome: Insegurança.

E por último, infelizmente o árbitro nos tirou um jogador importante do confronto com o Avaí, Felipe Rodrigues recebeu o terceiro cartão amarelo, já estaria fora do jogo, mas depois recebeu o segundo amarelo e o vermelho em seguida, ou seja, cumprirá suspensão e voltará pendurado, mas é uma peça importante nessas oito rodadas finais.

Pra não cair um time basta, pra subir é preciso elenco, chegou a hora de sabermos se temos elenco. Romário, Fabrício Bigode, Felipe Rodrigues, Guilherme (se estiver afim), Mateus Anjos, afinal chegou como um dos reforços pra reta final quando não era mais hora de reforçar elenco e sim de buscar peças que fizessem a diferença, e até mesmo Rondinelly que já se mostrou decisivo em muitos momentos no primeiro semestre tem que ser chamados à responsabilidade também, afinal estamos falando de oito jogos, não mais de um campeonato inteiro.

Assim como os titularíssimos Pará, Willian Oliveira, Matheus Oliveira, Rafael Longuine e Jefferson Nem e eu incluo nesta relação também Bruno Xavier, chegou a hora de, se vocês forem escalados, se destarem positivamente, não mais lembranças de um momento ruim.

Qual o segundo caminho?

Ah, é o de sempre… sábado tem Guarani x Avaí, como bem li em comentários e postagens nas redes sociais, a ultima chance de subir. Era o jogo pra nos colocar no G4 da Série B, agora será o jogo que poderá nos manter na briga pelo acesso. Depois dele restarão apenas sete jogos, não vou dizer aqui que serão sete decisões, cansei desse discurso, serão sete jogos onde o time mostrará que pode ou não conquistar o acesso.

E também não vou usar esse espaço pra te convidar a ir ao jogo, acho desnecessário. Quem achar que deve, vá, torça, empurre, apoie o time, porque de fato esta é a última chance e ela só existirá se a gente vencer, se perder ou empatar seremos apenas um traço matemático e estatístico nos sites de especialistas em estatística.

Já estou como personagem do seriado Arquivo X da década de 1990: Eu quero acreditar.

E assim vamos começar a semana de cobertura para Guarani x Avaí, a partida que mostrará o caminho a ser seguido na semana seguinte.

Agora é com vocês, a gente vai ter que esperar pra ver o que acontecerá em seguida, mas Umberto, olhe pro lado, procure alternativas, saia da sua zona de conforto e decida pelo que for melhor. Eu acredito que você consiga.

Vamos em frente.

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Melhores Momentos – Vila Nova 1×1 Guarani


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Boa Esporte-MG X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Estádio Melão
Data: 20/10/2018
Horário: 16:30

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.