Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: O tiozão também é Hoje e Sempre Guarani

Publicado

em

O Guarani tem uma partida decisiva nesta quinta feira no Brinco de Ouro da Princesa, recebe o Juventude às 21:00 e precisa vencer, retórica? Não, fato!

Precisa vencer pra superar a barreira dos 40 pontos, precisa vencer pra se manter na briga por uma das quatro vagas, mas mais do que isso, precisa vencer pra que sua Torcida continue acreditando no time e com isso crie finalmente um ambiente de envolvimento com uma campanha que pode levar a equipe de volta à Série A do Campeonato Brasileiro depois de 8 longos anos, com gostinho de 14.

A última vez que o Bugre disputou a Série A foi em 2010 numa campanha estranha que teve um início empolgante, um meio sofrível e um final decepcionante. Começou brigando lá em cima, mas não teve fôlego para se manter quando a competição se afunilou e, depois de 13 rodadas sem vencer, acabou rebaixado com duas rodadas de antecedência, mas isso aconteceu depois de uma série de cinco anos longe da elite, foi frustrante demais ver o clube voltar e cair logo em seguida, principalmente depois de todo o envolvimento entre a coletividade Bugrina na campanha de 2009 e na própria disputa da Série A de 2010, por isso digo que o gostinho dos oito anos é de 14 anos, porque o desejo é de toda uma geração de Bugrinos.

Senão veja, um Torcedor do Guarani hoje com 20 anos de idade pode ter registros na memória, mas com 12 anos não era tão ativo nas arquibancadas quanto é hoje, em 2010 essa era sua idade e em 2004, ano em que o clube foi rebaixado depois de sua última grande sequência na elite do futebol brasileiro tinha apenas seis anos, muito pouco pra se lembrar.

Vamos um pouco além nessa viagem? Considerando que o último rebaixamento (e único até então, porque Taça de Prata (1981) não era disputada por rebaixamentos e sim pelo critério de colocação no seu campeonato estadual, aconteceu em 1989 com o time subindo em 1991, o Guarani jogou a Série A entre 1992 e 2004, foram 13 temporadas consecutivas e antes vinha de uma série de 08 anos (1973 – 1980), seguidos por mais oito, porque me recuso a tratar 1987 como rebaixamento, pois a equipe é considerada vice campeã brasileira da Série A daquela temporada (1982 – 1989).

Sim, entre 1973 quando disputou o Campeonato Brasileiro pela primeira vez e 2004 quando foi rebaixado pela segunda foram 29 disputas de Série A e três disputas de Série B num intervalo de 32 temporadas.

Com mais uma participação em 2010 o clube arredondou 30 temporadas de elite nacional e depois disso veio o abismo histórico. Rebaixado em 2004 o Bugre jogou a Série B nos anos de 2005 e 2006, a Série C nos anos de 2007 e 2008, a Série B em 2009, a Série A em 2010, a Série B em 2011 e 2012, a Série C em 2013, 2014, 2015 e 2016 e a Série B em 2017 e agora em 2018, ou seja, nas últimas 14 temporadas foram sete Séries B, seis Séries C e uma Série A

Olhando isso a gente até se surpreende, não é mesmo? A última geração de Bugrinos que viu seu time brigar entre os grandes hoje beira, pra não dizer que tem mais de 30 anos de idade, os mais jovens até viram, na sua infância. Quem tem 30 anos nasceu em 1988, provavelmente passou a frequentar as arquibancadas mais ativamente por volta dos 12, 13 anos e viu o final da década de 1990 e o início dos anos 2000, depois cresceu diferente de mim, que pertenço a uma geração anterior, tendo que torcer por acessos e não por classificações.

É isso o que devemos às novas gerações, um Guarani próximo àquele que aprendemos a ver, pelo qual nos acostumamos a torcer e que hoje contamos a todos nas nossas lembranças.

Quer um exemplo? Simples… tenho 47 anos de idade, nasci em 1971, comecei a frequentar as arquibancadas em 1976 e vi tudo isso que conto pra vocês, minha noiva, todos sabem, é jovem, tem 25 anos, nasceu em 1993, uma Bugrina fanática, incapaz de perder um jogo em casa e sempre ávida por uma viagem para um jogo fora que frequenta as arquibancadas desde quando? 12, 13 anos? Pois bem, viu a partir de 2005 (Série B) e vivencia exatamente toda essa fase que eu hoje trato como abismo histórico.

Perceberam o que quero dizer? É por vocês que nós os mais velhos brigamos, é pra que vocês possam conhecer aquilo que nós conhecemos que tanto lutamos, cantamos, pulamos, registramos, e queremos que vocês parem de ouvir as nossas histórias e vivam as suas próprias

Sinceramente? Pros Bugrinos da minha geração e das anteriores o Guarani deve muito pouco, nós, ainda que em memórias cada dia mais saudosistas, vivemos muita coisa boa, já pros Bugrinos da sua geração que está nesta faixa entre 25/30 anos, deve muito.

E você não pode nunca deixar que este desejo deixe de existir ai dentro, você meu amigo que neste momento está achando um monte de “baboseira” o que este “tiozão” está escrevendo e não sabe por que está lendo isso até agora neste quase livro cansativo e enjoativo que este texto está se tornando, não pode deixar de querer seu time grande de novo entre os grandes.

Quando você olhar pro seu lado e ver um “tiozão” como eu e muitos outros que estão lá não tão empolgados como você está, não se revolte com ele, porque ele pode estar tão revoltado quanto você por não conseguir te ver assistindo aquilo que ele assistiu. Provavelmente quando ele fecha os olhos ele vê o Bugre de 1978 conquistando o título, o de 1979 brigando pela Libertadores, o de 1981 com Jorge Mendonça e Careca entre outros, conquistando a Taça de Prata, o de 1982 com Jorge Mendonça, Lúcio e Careca sendo eliminado na semifinal pelo Flamengo num Brinco de Ouro superlotado. Mais ainda, ele às vezes fecha os olhos e vê joão Paulo em 1986, 87 e 88 descendo pela esquerda, infernizando a defesa adversária e rolando a bola pra Evair marcar mais uma vez e sair com os braços abertos comemorando mais um gol com a camisa Bugrina, ou relembrar Neto com seu talento natural de bater na bola como poucos em 1987 e 1988.

E quando ele vê seu time ser atacado e fica transtornado, não se assuste, certamente ele está vendo a zaga com Júlio César na metade dos anos 1980, alguns até com Amaral na década de 1970, outros vendo Ricardo Rocha, alguns vendo Jorge Luís, Sorley, Sangaletti e outros vão estar revendo mentalmente a magia de Amoroso, Djalminha e Luisão, Sony Anderson, Ailton Queixada, ah, chega, tem muita gente grande de fora dessa lista ai.

Entenda, esse é o Guarani que queremos que você conheça, não nas nossas histórias, mas nas suas retinas.

E o jogo contra o Juventude, o CSA, o Vila Nova, o São Bento, o Avaí, o Boa Esporte, o Oeste, o Coritiba, o Figueirense, o Paysandu, o Brasil de Pelotas e o Londrina? São estágios, na cabeça desse “tiozão” eles são como um voo cheio de escalas ou uma viagem de ônibus que para muito em outras cidades até chegar ao destino final: A Série A.

E se não acontecer? Simples… o “tiozão” continuará esbravejando, fechando os olhos, resmungando como bom velho que está virando, e fechando os olhos e revendo esses e outros tantos craques, e sonhando que no ano que vem você vai conseguir ver por si aquilo que ele viu e que precisará cada dia menos das suas histórias velhas, porque estará escrevendo uma história nova, toda sua, das quais muitos desses “tiozões” não participarão porque terão ido torcer em outros lugares, como muitos dos que vocês conheceram e acompanharam em estádios também já foram, afinal a idade chega pra todos, mas antes de irmos contaremos as nossas histórias, e depois que nos formos vocês também continuarão contando as histórias que contamos acrescentadas das suas, mas lembrem-se, os “tiozões” só querem que você tenha direito àquilo que ele teve.

Confesso que esse texto não começou pra ser nada disso que acabou sendo, mas já que virou, que assim seja, e que bom que você chegou até aqui na leitura, hoje é dia dos tiozões estarem dos seus lados sonhando com o mesmo Guarani Gigante que você!

Grande abraço

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Melhores Momentos – Coritiba 0x2 Guarani


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Brasil de Pelotas-RS X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Bento Freitas
Data: 17/11/2018
Horário: 17:00

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.