Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Sonhos são feitos de vitórias

Publicado

em

Vou começar esse texto fazendo uma conta simples que muitos de vocês também já fizeram: O Bugre jogou no Brinco de Ouro contra o Vila Nova, vencia o jogo até os 49 minutos quando teve um pênalti mal marcado contra si e cedeu o empate.

O Bugre jogou no Brinco de Ouro contra o São Bento, empatava o jogo por 0x0 quando teve um gol mal anulado pela arbitragem e a partida terminou 0x0.

O Bugre jogou em Florianópolis contra o Avaí, perdia o jogo por 2×0, conseguiu a virada no segundo tempo, mas não segurou o resultado e sofreu o empate, a partida terminou 3×3.

O Bugre jogou em casa com o lanterna do campeonato, o Boa Esporte, fez uma atuação muito abaixo do esperado, mas ainda assim saiu na frente e poderia ter vencido, mas novamente sofreu um gol nos minutos finais e apenas empatou por 1×1.

O Bugre jogou em Barueri contra o Oeste, venceu a partida por 1×0 e alcançou a oitava colocação com 20 pontos ganhos, três pontos atrás do quarto colocado, o Coritiba, que tem 23 pontos.

Pronto, some-se a isso outros três jogos onde o Guarani poderia ter somado outros quatro pontos,  contra o Fortaleza (1), Goiás (2) e Juventude (1), e chegamos ao ponto desta coluna: Esta é a Série B mais fraca e equilibrada dos últimos 10 anos no mínimo, e com um pouquinho a mais de atenção, o Guarani teria somado minimamente mais 12 pontos na classificação, teria 32 pontos e seria líder do campeonato.

Claro que todos esses cinco pontos somados nestes cinco empates amargos são importantes, pois sem eles estaríamos diretamente envolvidos na briga contra o rebaixamento, se tirarmos cinco pontos do Guarani ele teria 15 pontos, mesma pontuação do 17º colocado, primeiro time na zona do rebaixamento, mas com um pouquinho só a mais a briga seria muito maior lá na ponta de cima da tabela.

Essa é a diferença entre um empate e uma vitória, a vitória faz o time embalar, saltar e ganhar posições, o empate faz o time se encolher, cair posições e correr riscos desnecessários. Sim, o objetivo declarado recentemente da diretoria quando No lançamento dos novos uniformes o presidente do Conselho de Administração disse que o Guarani fará uma campanha tranquila terminando a competição ente a oitava e a 13ª posição e que, na melhor das hipóteses, vai brigar pelo acesso.

Claro, a declaração é “pés no chão”, é sensata se analisarmos os problemas que o clube tem enfrentado e principalmente o desmanche ocorrido no elenco nas últimas semanas com as saídas de jogadores titulares que pode ainda não ter acabado, mas fica a pergunta: Torcedor vive do que? A resposta é simples, vive de sonhos, sem eles não há motivos pra torcer, são os sonhos que nos fazem brilhar os olhos, é sonhando que o Torcedor Bugrino supera suas crises, deficiências e dificuldades.

E no campo dos sonhos não podemos deixar de, ao abrir os olhos, ver um Guarani minimamente com 26 pontos, vice líder da Série B, brigando num lugar grande, por um objetivo grande e, consequentemente, se afastando de um risco de queda. Bastava pra isso ter vencido os três jogos em casa seguidos que acabou empatando. Em dois deles vencia e perdeu a vitória no apagar das luzes, no terceiro não venceu porque não jogou o suficiente pra vencer.

E agora, o que é que a gente faz? Claro, nós continuamos sonhando… se falta a estrutura necessária pra jogar uma Série A de Campeonato Brasileiro, jogando uma Série A de Campeonato Brasileiro o clube consegue dinheiro pra investir em estrutura, é a realidade contrastando com o sonho.

Bom, vamos tocando, vamos fazendo aquilo que nos cabe fazer que é esperar pelo desfecho desse ciclo de “renovação de elenco” até que o último jogador saia e o último jogador chegue e a única coisa que posso pedir é: Não tirem de nós o direito de sonhar, seja por qual motivo for.

Bom fim de semana pra todos nós com o gosto doce de uma vitória e o sonho de voltar a vencer já na próxima segunda feira, o jogo é duro, é difícil, mas se o resultado vier, com certeza a gente vai sonhar ainda mais, porque a chance de chegar ao G4 fazendo simplesmente a lição de casa nos dois jogos seguidos que serão em casa é grande.

A melhor maneira de evitar um rebaixamento é pontuando, e pontuando o time consegue, num campeonato tão equilibrado, sonhar com coisas grandes. É só isso o que queremos.

A gente se vê!

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Melhores Momentos – Guarani 1×0 CSA


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Vila Nova-GO X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Serra Dourada
Data: 28/09/2018
Horário: 21:30

 

+ Recentes

Jogos e Resultados

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.