Siga-nos

Entrevistas

Rondinelly: “Quero ficar e por que não, me tornar um ídolo também”

Publicado

em

Foto: Letícia Martins / Guarani Press

O Bugre já virou o disco, depois de conquistar o acesso e o título na Série A2 do Campeonato Paulista o foco agora está voltado para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda feira os atletas não tiveram atividades, a reapresentação do elenco está prevista para terça-feira quando Umberto Louzer começará a preparar o time titular que enfrentará o Fortaleza, no Ceará.

Quem esteve no Brinco desta segunda foi o meia Rondinelly que concedeu uma entrevista coletiva, entre outras coisas falando do seu futuro no Guarani. Abaixo segue um trecho da longa entrevista coletiva, mas no arquivo em áudio você confere ela completa onde ele fala também sobre o derby, as expectativas da torcida com esta partida e a vontade de fazer uma boa Série B de Campeonato Brasileiro.

 

Foi muito importante pros torcedores e pro Guarani (o título da A2), pros jogadores e pra toda a instituição, um momento de felicidade depois de muitos anos sem conseguir ganhar um título. Foi de suma importância pro restante do ano” disse o meia, autor de um golaço na goleada por 4×0 na partida final, que lembrou da jogada:

Foi um momento de alegria, foi o terceiro gol, acho que liquidamos ali o adversário, podemos dizer que era o gol que estava dando o título e foi de muita alegria por todo um trabalho que foi bem feito, muito esforço, muita dedicação, Foi uma coroação individual fazer um gol tão bonito e que vai ficar marcado na história do Brinco numa final”.

O meia fez uma análise sobre a importância de conquistar o título e da importância que isso pode ter pro restante da temporada: “Os jogadores que estavam aqui carregavam um peso de anos sem o Guarani ganhar um título, de cinco anos nessa competição e nós assimilamos muito bem isso. Sabemos do peso da camisa do Guarani e tiramos de letra com muito trabalho, dedicação, união e parceria conseguimos o nosso objetivo que era ser campeão da A2. Falando de Série B é outro campeonato, é muito equilibrado, sexta feira já temos um jogo muito difícil fora de casa, a equipe tem que se preparar bem mentalmente , vamos enfrentar batalhas muito difíceis”.

No futebol o próximo jogo é sempre o mais importante, vai ser sempre assim, comemoramos e foi muito importante, ainda estamos vivenciando, hoje ainda tem premiação, tem que ficar sempre a lembrança, mas o trabalho tem que ser árduo porque o futebol não para. Todo jogo é importante, agora é o de sexta, depois o próximo, e vai ser assim”.

Mesmo com contrato com o clube até o final do ano ele não cravou sua permanência, mas garantiu que sua vontade é ficar: “Tenho contrato com o clube até o final do ano, a minha vontade de verdade será ficar, vai depender de muitas coisas, mas estou muito feliz aqui, criando uma identificação muito grande com o clube. Em apenas três meses já conquistamos um título, estou conquistando o carinho do torcedor ao sair na rua e isso é gratificante pro atleta. Fui muito bem acolhido aqui por todos, pela imprensa, agradeço e isso faz toda a diferença, me sinto bem no Guarani e espero ficar aqui por bastante tempo”.

Rondinelly falou sobre o trabalho de Umberto Louzer: “Foi um contexto que deu certo, toda a mudança no começo do ano e o Umberto é um cara muito parceiro, acho que foi uma parceria com a gente o abraçando e ele nos abraçando junto, jogamos por ele mesmo porque a gente sabia que era um começo de carreira pra ele, era muito importante e deu certo. É um trabalho que está sendo muito bem feito junto com o restante da comissão, o pessoal do DM, tudo caminhou muito bem nesse primeiro semestre”.

Já joguei o Brasileiro da Série B pelo Palmeiras, pelo Londrina, , normalmente as equipes são muito equilibradas, normalmente tem uma equipe muito grande que cai e que vai subir, mas esse ano não tem ,tem o Coritiba que deve ser o grande favorito a subir e vem 19 equipes muito equilibradas, algumas com um pouco mais de chance pelo poder aquisitivo, mas muito equilibradas, temos que começar muito bem pra brigar por algo diferente na competição, quem começa bem vai brigar por algo melhor, quem não começar bem vai brigar ali pelo meio da tabela e dificilmente vai conseguir mudar isso ao longo da competição, é jogo após jogo, precisa de um elenco muito forte, pessoas comprometidas com o trabalho, são jogos muito equilibrados”.

Rondinelly foi titular deixando o ídolo Fumagalli no banco de reservas, e ele comentou esse fato: “O Fumagalli é uma referência, nos ajudava quando estava em campo, nos ajudou quando estava fora e desde quando cheguei já tinha essa responsabilidade. No primeir jogo que fomos jogar o Umberto me falou, olha a responsabilidade, eu estou botando o maior ídolo da torcida no banco e preciso que você me ajude. Assumi isso e consegui, estou conquistando o carinho do torcedor e acho que o Fumagalli tem que ser recordado com o carinho de um cara que ajudou muito o cube, mas agora ele se aposentou e é hora de quem fica, hoje sou eu, vou batalhar bastante pra conquistar e , se Deus quiser, me tornar um ídolo aqui no Guarani também, por que não? Está sendo um começo tão bom, com título já, as coisas estão caminhando muito bem”.

 

Marcos Ortiz

Gols – Guarani 2×0 Sampaio Corrêa


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Brasileiro - Série B

Guarani FC X aapp

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Brinco de Ouro da Princesa
Data: 21/04/2018
Horário: 16:30

 

O Derbi

Guarani FC X aapp

Campeonato Brasileiro - Série B

Local: Brinco de Ouro da Princesa
Data: 05/05/2018
Horário: 19:00

Jogos e Resultados

Facebook

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.