Guarani cede empate duas vezes, perde nos pênaltis e está eliminado da Copinha

Guarani cede empate duas vezes, perde nos pênaltis e está eliminado da Copinha
Atacante Wermeson em lance da partida contra o Votuporanguense. Foto: Diogo Silva/Especial para Guarani FC.
Clí­nica SOU

Em Votuporanga, o time Sub-20 entrou em campo para enfrentar o Votuporanguense pela segunda fase da Copa São Paulo. A partida era eliminatória, e em caso de empate a decisão iria para as penalidades.

O técnico Alexandre Penna iniciou a partida com Thiago Galice; BIel, Bruno Bianconi, Guilherme e Albino; Couto, Alê e Caio; Wermeson, Matheus Souza e Renanzinho.

Na primeira etapa, o Bugre saiu na frente, o Votuporanguense era perigoso no ataque e o Bugre apostava nos contra ataques. O time da casa chegou a colocar uma bola no travessão num lançamento alto e despretensioso, a bola quicou na frente do goleiro Thiago Galice, o encobriu e explodiu no travessão, mas aos 34 minutos o árbitro marcou uma penalidade para o Bugre, o lance foi bastante contestado pelo time da casa, mas de fato aconteceu. Aos 35 minutos Matheus Souza partiu para cobrança, deslocou o goleiro e jogou a bola no canto esquerdo, sem chance de defesa.

Na segunda etapa o Votuporanguense chegou ao empate numa cobrança de falta. A bola veio de longe, da intermediária João Pedro bateu forte, a bola desviou na barreira e tirou o goleiro Bugrino que já caia para o canto direito, entrando no centro do gol.

Pouco depois o Bugre voltou à frente do placar. Jogada de Wermeson pela direita, ele evitou uma saída de bola pela linha de fundo e de fora da área viu bem a entrada de Caio, que quase sem ângulo bateu cruzado, tirando a bola do goleiro e colocando no canto direito de Felipe Augusto, um belo gol do Guarani.

O Votuporanguense se lançou ao ataque, chegou a colocar mais uma bola na trave, o goleiro Thiago Galice já havia feito três grandes defesas, mas aos 39 minutos a defesa falhou. Cobrança de arremesso manual pela direita, a bola viajou para a grande área e Matheus Reis teve espaço para dominar a bola, ajeitar o corpo e bater forte no canto baixo esquerdo de Thiago Galice, sem chance de defesa. Final de tempo normal, Votuporanguense 2×2 Guarani.

Nas penalidades o Bugre acertou as duas primeiras cobranças, mas errou na terceira com Gabiel Martin, já o adversário marcou todas as cinco cobranças e venceu a partida, nas penalidades, por 5×3.

O Guarani que apostava numa boa Copa São Paulo descendo vários de seus atletas profissionalizados, amargou uma eliminação apenas na segunda fase da competição, resultado frustrante para a Torcida, comissão técnica e diretoria.

Marcos Ortiz