Guarani confirma acordo com Marcelo Chamusca e treinador assume a equipe

Guarani confirma acordo com Marcelo Chamusca e treinador assume a equipe
Marcelo Chamusca no Guarani em 2016. Foto: Murilo Borges/GE.
Clí­nica SOU

O Torcedor Bugrino está inconformado, isso é o mínimo que se pode dizer sobre o momento vivido pelo clube na Série B do Campeonato Brasileiro. Zona de rebaixamento, futebol ruim e elenco questionável são alguns ingredientes que fazem parte do cardápio do momento no Brinco de Ouro.

Depois de dispensar o técnico Daniel Paulista no último dia 04 de maio após o empate por 1×1 com o Náutico pela quinta rodada da Série B, o time seguiu para sua terceira partida comandada pelo interino auxiliar técnico fixo da diretoria, Ben Hur Moreira e vive dias agitados nos seus bastidores.

Há pouco, às 11:43 HS desta quarta-feira, a assessoria de imprensa emitiu nota confirmando a contratação de Marcelo Chamusca (55 anos) para comandar a equipe na sequência da temporada. Segundo a nota Chamusca estará em Manaus, mas não comandará a equipe. Junto a ele chega o auxiliar técnico Caio Autuori.

Esta é a segunda passagem do treinador pelo Bugre, na primeira em 2016 ele comandou a equipe no acesso à Série B durante a Série C do Campeonato Brasileiro de 2016 chegando à final da competição e terminando na segunda colocação.

Seu último bom trabalho foi à frente do Cuiabá em 2019/2020 quando comandou a equipe durante boa parte da campanha que levou a equipe ao acesso, mas acabou sendo substituído por Allan All que terminou a campanha. Depois disso passou por Fortaleza, Botafogo e Náutico, sem sucesso nas temporadas 2020/21 e 22.

Chamusca assumira um elenco de 32 atletas,curto para uma competição longa como a Série B, com vários atletas questionados pela Torcida e sem padrão tático, com sistema defensivo falho e sistema ofensivo inoperante. A defesa sofreu 06 gols e o time marcou apenas 04 nas 07 partidas disputadas até o momento, com isso o Bugre ocupa a 17ª posição na classificação da Série B.

Esse será o desafio de Marcelo Chamusca, ao menos acaba a novela que envolveu a definição de um rumo para uma equipe em meio a uma competição importantíssima. Foram ao todo 13 dias sem comando dentro de campo.

Marcos Ortiz